Gramado e seus encantos

Na última segunda-feira dia 13, a associação Polo Design Center promoveu mais um de seus workshops. O destino da vez foi Rio Grande do Sul, se hospedando na cidade de Gramado.

Além de ser uma das cidades mais charmosas do país, Gramado conta com diversas opções de lazer, para curtir o frio que por lá, anda muito intenso.

O Rio Grande do Sul é a região moveleira do Brasil, inúmeras indústrias de diversos segmentos mobiliários se encontram por lá e a delegação do Polo, que embarcou 100 pessoas, entre arquitetos, designers de interiores e lojistas, visitou duas delas em seu roteiro. Uma foi a renomada Florense que traz móveis personalizados e outra a Zen, que é referencia em puxadores.

Além disso, o grupo passará por degustações em viniculas e desfrutarão da gastronomia incrivel da região.

Nossa diretora, Erica Lorca, também está lá e nos conta um pouquinho do que está vivenciando: “O Sul é encantador, Gramado então, um lugar mágico. Nesses dias agregamos conhecimento sobre tendências de nosso mercado, além de desfrutarmos de todos os encantos que essa região nos proporciona.”

Abaixo, algumas fotos da viagem.

 

Cromoterapia – Cores Quentes

Agora vamos para as funções terapêuticas de cada cor quente e onde aplicá-la, de acordo com o levantamento feito pela Futura Tintas.

Vermelho e rosa: atuam no sistema circulatório. Aceleram o fluxo de sangue. São cores quentes, relacionadas a amor, paixão e alegria. São utilizadas para aumentar a vitalidade.
Laranja: Cor energética que representa alegria e felicidade. Além de dar a sensação de bem-estar, aumenta a auto-estima e a força de vontade. Aumenta o apetite e ajuda a combater a anemia. É indicada, também, para tratar descontentamentos, depressão e pessimismo.
Amarelo: Cor clara e alegre. Auxilia a coragem, a sabedoria e o intelecto. Melhora o raciocínio, o aprendizado, a criatividade e a concentração. Promove a digestão, fortalece nervos e glândulas endócrinas. Ajuda a limpar as impurezas do sistema linfático e dá energia para as funções intestinais.

As fotos abaixo são de um projeto da arquiteta Alessandra Luz, com nosso mobiliário.

 

_MG_3084_1119

_MG_3246_1270

_MG_3367_1385

J.Vilhora_5699

Cromoterapia – Cores Frias

Você gosta de cores frias?

Então confira como elas podem ser utilizadas e as sensações que elas transmitem.

Verde: É uma cor neutra, sedativa e relaxante. Quando a pessoa está estressada, o verde traz equilíbrio emocional. Promove as faculdades intelectuais, estimula o sistema imunológico e o crescimento.

Azul: limpa, profunda e relaxante. É a cor da paz e do infinito. Acalma a dor, estimula a criatividade, harmoniza o intelecto e os sentimentos. Auxilia a intuição e favorece a meditação. É aconselhável colocar uma lâmpada azul no quarto de crianças agitadas e inquietas. Para os adultos, ajuda contra insônia e a ansiedade.

Índigo: A cor atua exclusivamente sobre o sangue e a corrente sanguínea. É usada sobre ferimentos com sangue, em artérias, veias e vasos.

Lilás: Promove o alerta e a conscientização. É a cor das energias cósmicas e da inspiração. Harmoniza todos os órgãos do corpo. É um excelente cauterizador e higienizador de feridas internas e externas.

 

_MG_1278a

Foto: Show Room A Especialista

IMG_6411

Foto: Show Room A Especialista

_MG_4294_2196

Foto: Projeto Alessandra Luz

Premio Decorar 2015

Pelo oitavo ano, a revista Decorar realiza o Premio Decorar, onde são premiados os arquitetos e designer de interiores mais votados pelos lojistas de sua região.

O evento, realizado no Renaissance São Paulo Hotel, homenageia os profissionais mais influentes em suas regiões. Segundo o presidente do Polo, João Carlos Mazza, a Associação reconhece e apoia esse prêmio pelo pioneirismo dessa ação. “A Revista Decorar sempre prestigiou o Grande ABC, inclusive destacando o trabalho de muitos profissionais no editorial e capa da revista. Assim como o Polo foi pioneiro, vejo na revista essa mesma característica de valorização do Grande ABC”, completa. Recepção, Premiação e Coquetel marcam o cerimonial desse importante evento do setor

A Especialista parabeniza todos os profissionais envolvidos, desejando muito sucesso sempre!

evento decorar1

Premio Decorar

Casa de Veraneio

casa de campo

Em muitas revistas do nosso segmento temos observado os móveis para casa de campo ou área externa como protagonistas. Tudo que nos remete a natureza sempre nos traz uma sensação de bem estar, não é mesmo?

Aqui na A Especialista temos diversas opções para sua casa de campo ou praia e para os mais ousados, que trazem um pouco do campo para a sua vida cotidiana.

_MG_6991a

Na imagem acima podemos observar as peças em madeira, com o banco florido e um lindo vaso na lateral. Essa é uma forma de trazer para o seu da a dia um pouquinho de natureza, mesmo sem ter muito espaço.

J.Vilhora_2150

E nesta foto temos um lindo projeto da arquiteta Teresa Simões, que em uma varanda gourmet de um apartamento, uniu móveis em fibra natural e madeira, com vasos de vários tamanhos e diversos tipos de plantas e flores.

IMG_1047

Podemos utilizar as opções em nossa casa, mas nada como estar em contato direto com a natureza. O vento, a terra, o canto dos passarinhos… Apreciar tudo isso de uma forma confortável é perfeito. Assim como no projeto da designer de interiores Marisa Garcia.

Visite uma de nossas unidades e encontre o que mais combina com você.

 

 

Muito antes do Pantone

Se hoje a Pantone é a maior autoridade de cores no mundo, em 1692 quem manjava tudo de tons e pinturas era um autor conhecido apenas por A. Boogert.

271 anos antes da Pantone lançar o seu famoso guia, Boogert misturou centenas de aquarelas e fez um livro com quase 900 páginas, descrevendo e abordando uma série de conteúdo sobre pintura, matizes e mudanças de tom.

A obra – riquíssima em detalhes e totalmente manuscrita – é considerada a mais completa de pintura e atualmente é mantida na Bibliothèque Méjanes, em Aix-en-Provence, França.

Confira:

cores1

cores3

cores5

Fonte: http://www.vemais.com/blog/category/design/

Artista recria pinturas clássicas usando pantones

O artista britânico Nick Smith está utilizando um dos materiais mais estranhos, mas ao mesmo tempo, aceitáveis para construir suas peças de arte: bloquinhos de pantone! Ele está recriando pinturas clássicas utilizando os mais variados blocos da escala de cores da pantone e tendo um sucesso bem interessante em suas criações.

Para quem trabalha com cores, design e imagens, os pantones são velhos conhecidos de trabalho. Muitos pantones vêm em bloquinhos, que mostram para a maioria dos leigos que sim, existem dezenas de matizes de amarelo, azul, vermelho e por aí vai. O interessante é que isso deixa as obras de Nick com uma cara de Pixel Art da vida real!

Confira:

dd21ec_0cf1b132a44d4bafa6cf8ab244cde72b.jpg_srz_p_311_460_75_22_0.50_1.20_0 dd21ec_8cc604ba5a604542b1b845323dcf8ad6.jpg_srz_p_325_460_75_22_0.50_1.20_0 dd21ec_11f357a0917f43be9ad6b5967548d87d.jpg_srz_p_460_460_75_22_0.50_1.20_0 dd21ec_31dc9a68904d44a29cd4a66b1c83179b.jpg_srz_p_340_460_75_22_0.50_1.20_0 dd21ec_b8284f92ab1244b3a3f7ce538e1be212.jpg_srz_p_338_460_75_22_0.50_1.20_0

Unindo vários tons diferentes lado a lado, ele consegue criar uma versão pop e no estilo pixelizado de quadros como a “Mona Lisa” e o auto-retrato deVan Gogh. Incrível, não?

Fonte: http://www.vemais.com/blog/category/design/

Luminárias surpreendentes

Uma casa com boa iluminação é uma característica fundamental para garantir a sensação de bem-estar no ambiente. Utilize luminárias, lustres ou abajures para deixar a sua casa mais confortável.

Confira a nossa seleção de luminárias que preparamos para você:

Bloom 02 Bloom 03

BLOOM_C1 Cindy 05 Cindy 09

E' applique 01

FLY

LIGHT AIR_couple

TAJ_group_2

Take

Tatì 03

/dataVolumes/ripro01.1.1/TIF x Macintosh/?LAMPADA_5.tif

Bourgie WG 02

Além de serem as responsáveis pela boa iluminação dos ambientes, as luminárias fazem toda a diferença na decoração e ajudam a compor um cenário mais charmoso. Existem diversos modelos, que variam desde os mais clássicos aos mais modernos. Além do design, outra característica especial predomina na peça: a versatilidade! Afinal, ela pode ser instalada em diversos ambientes, ou seja, são bem vindas nas cozinhas, banheiros, salas, além de espaços comerciais.

A dica de hoje é fazer uma visita na Kartell ABC, localizada em Santo André, todos os produtos acima estão disponíveis para compra.

Avenida Portugal, 777 – Centro Santo André
Tel.: (11) 4436-6866

Dia Internacional da Mulher

As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.

Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres introduzidos pela Revolução Industrial levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil, comum nas fábricas durante o período.

O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. No ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro, com um protesto que reuniu mais de 3 mil pessoas no centro de Nova York e culminou, em novembro de 1909, em uma longa greve têxtil que fechou quase 500 fábricas americanas.

Em 1910, durante a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas na Dinamarca, uma resolução para a criação de uma data anual para a celebração dos direitos da mulher foi aprovada por mais de cem representantes de 17 países. O objetivo era honrar as lutas femininas e, assim, obter suporte para instituir o sufrágio universal em diversas nações.

Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro no calendário Juliano, adotado pela Rússia até então), quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra – em um protesto conhecido como “Pão e Paz” – que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.

Somente mais de 20 anos depois, em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres. Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher e em 1977 o “8 de março” foi reconhecido oficialmente pelas Nações Unidas.

“O 8 de março deve ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que retrocessos ameacem o que já foi alcançado em diversos países”, explica a professora Maria Célia Orlato Selem, mestre em Estudos Feministas pela Universidade de Brasília e doutoranda em História Cultural pela Universidade de Campinhas.

No Brasil, as movimentações em prol dos direitos da mulher surgiram em meio aos grupos anarquistas do início do século 20, que buscavam, assim como nos demais países, melhores condições de trabalho e qualidade de vida. A luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932, na Constituição promulgada por Getúlio Vargas. A partir dos anos 1970 emergiram no país organizações que passaram a incluir na pauta das discussões a igualdade entre os gêneros, a sexualidade e a saúde da mulher. Em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com o Estado, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.

dia_mulher_especialista